O vereador Rodrigo da Zaeli (PSDB) reclamou da forma como o projeto sobre o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU chegou à Casa de Leis. Protocolado em regime de urgência, os vereadores ficam impossibilitados de discutirem o projeto e, até mesmo, debaterem com a sociedade a melhor forma de cobrança. Zaeli também falou dos problemas enfrentados pelos servidores do Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco. Muitos estão sem receber e o restante não consegue chegar ao local, pois não há combustível para abastecer os carros que fazem o transporte.

“A responsável pelo aeroporto, após informar a situação ao prefeito por meio de documento, pediu demissão esta semana. Os policiais civis que prestam serviço no local estão sem receber e os servidores não conseguem chegar ao local porque não há combustível para abastecer a van que faz o transporte de pessoal. Vou até lá para saber o que está acontecendo”, destacou Zaeli.

Ele também criticou a forma como o projeto sobre o aumento do IPTU chegou à Câmara Municipal. “Mandaram em regime de urgência o que não nos possibilita discuti-lo, debatê-lo. Aí não tem como, fica impossível aceitarmos da forma como está”, conclui.