Interditada em agosto para manutenção, a ponte da Rua Dom Pedro II está sofrendo uma reforma que, apesar de estar dentro do prazo de execução, previsto para 90 dias, está preocupando os moradores da cidade. Isso porque, caso atrase o término da obra, os prejuízos são muitos, pois a via é de grande fluxo e rota para muitos condutores de Rondonópolis. Com o objetivo de fiscalizar o andamento e a qualidade da obra, o vereador Rodrigo da Zaeli esteve no local.

A obra, uma contenção de erosão, foi iniciada dia 20 de agosto, segundo prevê o contrato de nº 437/2018. Executada com recursos próprios na ordem de R$ 255.348,59, a obra está sendo tocada pela empresa A. I. Fernandes Serviços de Engenharia Eireli – EPP e está prevista para ser entregue à população no dia 20 de novembro próximo.

“É uma via importantíssima e que não pode ficar por muito tempo interditada, pois acaba sobrecarregando a rua Rio Branco, via esta que está sendo utilizada de forma improvisada enquanto a obra acontece. Uma situação que quero verificar com a prefeitura é o porque da não utilização, por parte dos trabalhadores, dos equipamentos de segurança, bem como, o porque do não cumprimento de uma lei municipal que prevê a fixação do cronograma físico-financeiro da obra no local”, concluiu Zaeli.