Gazeta MT

O Buxixo é daquele tipo de eleitor que não digita 45 nem no micro-ondas, que tem sérias críticas à postura dos tucanos, mas há casos em que temos que dar o braço a torcer, admitir que se não fosse os vereadores Rodrigo da Zaeli e Jailton do Pesque Pague, ambos tucanos, a população de Rondonópolis teria que pagar o seu IPTU do ano que vem com aumentos que chegam próximo a 300%. Isso mesmo: próximos de 300%!!!

Apenas a título de informar ao leitor, foi o Rodrigo da Zaeli o primeiro a denunciar a intenção do prefeito José Carlos Junqueira de Araújo, o Zé do Pátio, e sua bancada governista na Câmara, de aumentar de forma exorbitante o IPTU dos imóveis da cidade, por meio de um vídeo postado em suas mídias sociais. Na sequência, foi a vez de seu colega de bancada Jailton entrar em cena e denunciar o aumento exorbitante que por pouco, mas por muito pouco mesmo, não acabou sendo aprovado pelos “representantes do povo” de Rondonópolis.

Fazemos questão de contar essa história porque agora o vereador Jailton do Pesque Pague está sendo isolado pelos demais vereadores, revoltados com a postura do vereador tucano, que agiu como manda sua consciência e como deveria agir todos os vereadores do mundo: com transparência e informando a sociedade sobre o que acontece no Parlamento. Anteriormente, Jailton já havia defendido a diminuição do número de vereadores da cidade, como uma forma de diminuir gastos, o que já tinha deixado os “representantes de si mesmos” irados com o vereador, afinal, na visão desses senhores, defender o clamor das ruas, dos eleitores, é algo inaceitável.

Enfim, estão de parabéns os dois vereadores tucanos e esperamos que continuem firmes no intento de honrar os votos daqueles que os elegeram.

O Buxixo continuará de olho nas ações de nossos vereadores e aconselha a população da cidade a fazer o mesmo, para não ser surpreendido a qualquer momento pelos efeitos de algum projeto aprovado pelos edis na surdina. Como diria o ex-presidente americano Thomas Jefferson, “o preço da liberdade é a eterna vigilância”. E tenho dito…

FONTE: GAZETA MT